15 de janeiro de 2010

- E Q U I L I B R I O ૐ

É engraçado quando você sente que as coisas estão mudando,alias não só você, mas aqueles que te observam. Vamos dizer que você encontrou um ponto de equilibrio, um forma de compreender as coisas, essa é a palavra correta:
c o m p r e e n s ã o. Ai você para e começa a observar as pessoas ao seu redor, o primeiro impacto é que elas mudaram, mas não ... você que evoluiu , só que com isso cresce em você a necessidade de que essas pessoas e as que mais te fizeram mal,evoluam também.No meu ver é bem mais que uma necessidade, é algo que te consome por inteiro,então vai uma dica:

Aproxime-se daquele que te fizeram mal, não para dar o troco, mas para ajuda-lo a não comenter o mesmo erro.Ao acordar deseje um bom dia aqueles que estão ao seu redor mesmo que eles não respondam, um dia com certeza iram cair na real.Seja uma alma amiga e amavél, logo o universo trará outra semelhante para permanecer contigo. Ame-se, depois ame alguém, seja feliz, depois faça alguém feliz e assim a gente vive mais.

4 comentários:

Ludmila disse...

Mello
Vc tá tirano onde em menina, hehehehe
Sucesso, viu!
Adorei o texto.
Se todos que lerem o seu blog e seguir as suas dicas, vc vai conseguir mais do que seguidores. vai conseguir fazer seres humans, mais HUMANOS
Um xeroOOO

Camila Ferreira disse...

Uaaaaaaaaau, arrasou no post, equilibrio é sempre o que eu procuro ;)
Ser feliz, e fazer o outro feliz. Amar-se: amei *-* Ótimas dicas.

Raíssa X) disse...

adorei o blog, visita e o segue o meu tbm! *-*
http://www.tudosobre-elas.blogspot.com/

Anônimo disse...

Oi, olha eu aqui de novo! Tinha que vir aqui comentar este post. E lhe digo que talvez o mais difícil na vida, em relação ao que você disse sobre o amor, seja você amar, e não ser correspondido. Mas precisamos nos amar e muito, até para não nos submetermos a pessoas que não merecem nosso sentimento. E reflitamos também que não é fácil amar e não ser correspondido e simultaneamente alguém nos amar e não correspondermos. É, Jel, a vida tem dessas coisas, e precisamos estar fortes pra lidar com tudo isso. Parabéns pelo texto e beijão.
Ivandro