17 de novembro de 2009

A carta. Salvador,17 de Novembro de 2009

"... cada dia que passa sua ironia abre mais uma feria em meu coração, os olhos enchem de lagrimas, tento ser forte para fazer com que não escorram, mas parece ser impossivel.No fundo , no fundo da vontade de abrir o jogo com você, dizer tudo que eu penso, tudo que acho, talvez não adiantasse muita coisa, mas pelo menos iria aliviar as dores. Eu faço o possivel pra acreditar em você. As vezes penso se eu desistisse de tudo, será que tudo que fiz valeu a pena? Cheguei  até a pensar se eu não estaria cobrando demais, pois é, justamente pelo fato de me entregar por inteiro. Mas é isso ai, a vida continua, vivendo e aprendendo. "
Quando acabei de ler aquele trecho , percebi que nada era em vão. As lagrimas escorreram pelo meu rosto, guardei a carta e resolvi que nunca mostraria isso a ele, nunca mesmo. Dobrei, coloquei dentro de um caixinha laranja com a tampa cheia de borboletas e escondi debaixo da cama onde ninguem pudesse achar, espero eu. (yn)

3 comentários:

Camila Ferreira. disse...

voce consegue passar o que sente pros seus posts, é impressionante. Eu pude perceber a intensidade :S

rick araujo disse...

own Jeeu, fica assim não ;/. Ja te disse e digo de novo, TUDO VAI MELHORAR, pode acreditar (yn). Lembra que eu disse que a gente só tem o que realmente é nosso ? se não for pra ser seu, é pq não vai ter a capacidade de te fazer feliz !

Pedro Braz disse...

Gostei do texto Jeu, vc consegue expressar emoções muito bem com palavras.
bj